As Valquírias

segunda-feira, 27 de outubro de 2014
http://3.bp.blogspot.com/-PMkKF8C3L9A/UiwI41aDUCI/AAAAAAAAALg/95fsVwP1NoI/s1600/1010664_599818630050536_1739846370_n.jpg 
   Oi, bruxinhos? Como vão?
Estou sumida, eu sei... :p
Mas enfim, hoje, eu decidi postar alguma coisa sobre as Valquírias. Admiro muito as amazonas e as valquírias porque elas mulheres fortes e destemidas. Nada haver com aquela imagem de donzela inocente e ingênua que estigmatizou as mulheres por séculos.
     Muito se houve falar nestas heroínas, mas pouco sabemos sobre elas. Que tal conhecê-las?
...............................................................................................................................................

     Elas eram representadas sob a forma de virgens com plumagem de cisnes (por isso também eram chamadas de Virgens-cisne) e eram capazes de voar.
   Consideradas assistentes de Odin, elas eram descritas como jovens, bonitas, altas, fortes e guerreiras, que serviam comida e bebida para Odin e para os espíritos dos guerreiros mortos em combate, cuidadosamente escolhidos para compor a guarda pessoal de Odin.
   Quando não estavam cuidando dos feridos nos campos de batalha ou levando almas para os salões de Valhala, as Valquírias supervisionavam as batalhas de Midgard (o mundo dos homens).
   
   Valhala é o grande palácio de Odin, onde ele se diverte em festas na companhia de sua guarda pessoal. Lá era servida a carne de javali shrinnir e o hidromel fornecido pela cabra Heidrum. Quando não se encontravam no palácio, os guerreiros mortos se divertiam lutando. Todos os dias dirigiam-se ao pátio ou campo e lutavam até fazerem-se em pedaços. Esse era seu passatempo, mas chegada a hora das refeições, eles se restabeleciam dos ferimentos e voltavam para as festividades de Valhala.

    Quando uma Valquíria escolhia um mortal como seu favorito, ela o protegia, ensinando-lhe artes mágicas e permanecendo como sua guardiã por toda a vida. As Valquírias tinham o dom da profecia e, às vezes, mostravam em sonhos ou visões os perigos que os seus protegidos deveriam evitar.
    Aqueles que soubessem o nome de uma Valquíria poderiam chamá-la para protegê-lo ou ensiná-lo. Seus nomes eram:

 Brunhilde (malha de aço), Geirahod (flecha), Göll (grito de batalha), Gunnr (luta), Göndul (bastão mágico), Herfjötur (algemas), Hökk (tumulto), Hrist (terremoto), Kara (voragem), Mist (névoa), Randgridr (escudo), Reginleif (herança divina), Svana (golpe), Rota (turbilhão), Skeggjöld (machado de combate), Sigdrifa (raio de vitória), Sigrum (vitória) e Thrunder (poder). Outras fontes mencionam também: Alvtr, Geirabol, Hladgur, Herja, Judur, Ölrun, Prudr, Reginleif e Svipul. As líderes eram: Gundr, Rota e a Norne Skuld (a que está sendo); o grupo podia ser composto de nove, treze ou vinte e sete valquírias.

   O nome "Valquíria" significava "as que escolhiam os mortos" e, segundo a crença, mesmo quando o próprio Odin pedia às Valquírias que levassem um determinado herói ao seu salão, elas só atendiam quando este não era um de seus protegidos.
    As deusas da guerra também eram consideradas deusas da fertilidade; vestidas com armaduras e armadas de flechas, espadas e escudos, e elas emergiam subitamente das nuvens, em meio a relâmpagos e trovões provocados por seu galope. O produto disso era o orvalho que umedecia a terra, que se originava do suor de seus cavalos e a aurora boreal, que se formava do reflexo da luz em seus escudos.

   Uma das lendas mais famosas que se refere às Valquírias é a história de Brunhilde. Ela seria a heroína da lenda do rei Sigurd: Odin havia ordenado a ela que fizesse com que o rei perdesse uma batalha e morresse, em vez disso, ela teria feito o contrário e, como punição, principalmente por ela se tratar da filha favorita de Odin, teria prendido Brunhilde em uma muralha de fogo, onde ela ficou adormecida até que Sigurd, montado em seu cavalo mágico, atravessou as chamas e a acordou com um beijo.
    
  Outra história famosa é a de Svava, a protetora do herói Helgi quando criança. Ela teria encarnado como a princesa Sigrune e posteriormente se casado com o herói, acompanhando-o até na hora da morte. Essa lenda descreve uma crença antiga que considerava as Valquírias espíritos guardiães de algumas famílias ligadas a certos heróis por toda a vida, recebendo sua alma após a morte e encarnando depois na mesma família, para auxiliar e proteger os descendentes.
   Lendas anglo-saxônicas também relatam aparições de figuras femininas sobrenaturais no meio da neblina, que auxiliavam os guerreiros nos combates. Às vezes, elas se revelam mulheres de extraordinária beleza, tornavam-se amantes dos guerreiros mais valentes e depois desapareciam.

http://4.bp.blogspot.com/-8FB4qbSoxiE/Tc3jO6lRIPI/AAAAAAAAAs0/QQwM8991bLM/s400/Valquiria5.jpg
    Nos primórdios dos tempos, as Valquírias foram adoradas com sacrifícios (geralmente, animais), mas hoje, elas possuem uma conotação mais benigna e foram trazidas para nossa vida atual. De deusas da guerra, passaram a representar o lado escuro de nossas mentes e corações. Quando uma Valquíria está ao nosso lado, podemos viajar a estes lugares e retornarmos mais fortalecidos.
    As Valquírias chegam até nossas vidas, para nos lembrar que, assim como a semente precisa ser enterrada na terra escura, nosso espírito também necessita abraçar sua escuridão a fim de crescer, buscando a verdade.
   A busca do verdadeiro herói implica em uma viagem, da inconsciência até a conscientização, das tenebrosas profundezas até as altitudes luminosas, da dependência à autossuficiência. Alguns rituais podem auxiliar nesta caminhada.

Elemento: Ar/Água
Animais totêmicos: cisne, corvo, gavião, cavalo alado.
Cores: branco, prateado, furta-cor.
Árvores: freixo, sorveira, teixo.
Plantas: acônito, cólquito, centáurea.
Metais: bronze, ferro.
Pedras: labradorita, opala, safira.
Data de celebração: 31/01 e 16/02
Símbolos: armadura, escudo, elmo, corrente de metal, objetos de poder, escudos fluidicos de proteção, aurora boreal, penas de cisne, corvo e gavião, múltiplos de três, talismãs rúnicos de proteção mágica. "A Cavalgada das Valquírias" (música de Wagner).
Runas: Algiz, as, calc, ziu.
Rituais: de proteção em situações de perigo; conexão com seu anjo da guarda; para vencer o medo da morte e auxiliar os espíritos na transição; para confeccionar e imantar escudos ou símbolos de proteção.

Sobre os feitiços que não dão certo...

domingo, 26 de outubro de 2014

Oi pessoal, como estão?
De uns tempos pra cá, eu tenho visto muito na internet pessoas relatando que fizeram X feitiços e nenhum deu certo. E a culpa sempre sobra pra quem? Para o bruxo que fez/postou o feitiço, oras! Mas não é assim que a coisa funciona.

O que não falta nesse mundo é gente descompromissada, achando que os feitiços são apenas macetes que podem resolver qualquer probleminha. Mas poxa vida, o que custa tentar resolver seus problemas de forma prática, sem o uso da magia? Os feitiços NÃO vão resolver tudo, pois embora eles sejam feitos para alcançar um objetivo, nem tudo na vida tem que ser feita com magia!
E outra, você não pode deixar que o mesmo faça tudo sozinho. Do que adianta fazer um feitiço para conseguir um emprego, se você continua com a bunda grudada no sofá? Do que adianta fazer um feitiço para paz e harmonia se você insiste a provocar brigas e desavenças? Exatamente isso, nada. O mesmo que cavar um poço e só sair lama. O feitiço é só um empurrãozinho para alcançar sucesso no objetivo.

E tem mais, não adianta fazer um ritual baphônico de dar inveja as inimigas se você não acredita que irá dar resultado. Se for pra fazer só para ter certeza que funciona ou não, nem tente, não vai resultar em nada. A magia só funciona se você tiver fé no que deseja. 

É isso gente, então, por favor, antes de fazer um feitiço ou ritual, procurem saber se não há uma forma mais simples de solucionar seus problemas. A magia é muito mais que isto.

 Beijos! ©

Música: Omnia

sexta-feira, 24 de outubro de 2014



Oi gente, quanto tempo! Eu tenho sumido bastante, e além de ter estado estudando muito, eu desanimei um pouco quando o assunto é magia. Mas eu voltei muito melhor, e vou me esforçar pra não deixar ninguém na mão de novo.

"Omnia é uma banda holandesa que intitula-se como 'Neoceltic Pagan FolkLore' (música folclórica pagã celta) com base na Holanda e Bélgica. Seus membros são da Irlanda, Alemanha, Inglaterra e Bélgica. A música assume o ritmo de variadas culturas, como irlandesa, inglesa ou mesmo afeganistã.

Omnia baseia-se nas religiões pagãs da Antiguidade, especialmente a celta (Druidismo). As músicas são relacionadas a divindades e aos tipos de cultos que eram feitos na época antiga e medieval. 

Eles cantam em gaulês, inglês, irlandês, bretão, finlandês, alemão, latim e hindi. Tocam instrumentos ritualísticos, como harpa celta, harpa de boca, sanfona, bodharán, guitarra, bouzoki, didgeridoo, flautas, gaita de foles, vários tambores e instrumentos de percussão.

OMNIA traz uma mensagem musical de respeito pela natureza, liberdade pessoal e a liberdade de pensamento e de expressão para todos. Nas palavras de Steve Sic: 'Nada é sagrado, só a natureza!'" 
- Last FM (http://www.lastfm.com.br/music/Omnia).


Omnia, na minha opinião, é uma das melhores bandas quando o pedido é relaxar. Eu não era do tipo que escutava músicas celtas. Embora eu tivesse uma playlist com artistas variados desse gênero, preferia  música moderna. Mas Omnia abriu todas as exceções que eu tinha, e além de ter sido a primeira banda celta que escutei, foi a minha porta de entrada para o gênero musical - que agora é um dos meus gêneros preferidos. Confira abaixo algumas músicas da banda:




Selecionei algumas músicas, a maioria do novo álbum. Para baixar o álbum (Earth Warrior) completo, clique aqui.
Então é isso gente, queria pedir novamente desculpas pelo meu sumiço. Eu tinha me afastado por problemas nos estudos, mas pretendo voltar a ativa.
Obs: Se encontrar esse post em outro blog, fui eu que postei. Estava sem postar aqui há um tempo, e sem postar no blog Orpheus tem uns três meses, então resolvi atualizar os dois.
Blessed Be!


HAPPY HALLOWEEN! / Minha Opinião

quarta-feira, 22 de outubro de 2014
Olá a todoos! Como estão? bem eu espero.
Hoje vou compartilhar com vocês um pouco sobre o meu conhecimento do Halloween.
O Halloween realmente não é a festa mais comemorada entre os Brasileiros mas muitos a comemoram e outros acreditam que a comemorando invocam espíritos ruins e fazem alianças com satanás. NADA HAVER!
Hoje quero deixar aqui o ensinamento básico e tipico do Halloween, não a história desta comemoração de acordo com algumas religiões.
O Ensinamento típico é que se você apenas quer se divertir com seus amigos ou amigas, a diversão pode ser concretizada de forma tão simples quanto chamar amigos para brincar na sua casa, afinal quem nunca fez isso quando criança?
Se tiver alegria saudável, vai ser uma festa saudável.
De acordo com o modo de pensar de muitos, se fantasiar de Bruxa (sim, aquela típica fantasia cheia de verrugas e imperfeições no nariz.) é algo ignorante, pois até hoje muitos ainda acreditam na bruxa como o ser mágico, encantado, feio e UAU! preciso falar mais alguma coisa? Não né... vocês já sabem Hahahah! Ah gente, eu acho que tudo é um modo de pensar, então se vocês acreditam na bruxa como esse ser esquisito, basta estudar, ver a realidade de como é uma verdadeira bruxa (o).
Imperfeições são criadas pelo tempo, então não sei se a imagem da bruxa é feia por causa de alguém que viu uma bruxinha beeem velhinha e achou que todas as bruxas fossem iguais a ela.... Ok, é só uma ideia Hahaha...


É claro que temos com nós, ás vezes, aquela paixonite pelos filmes da Disney que mostram tuuuudo errado, mas fazer o que né! Os efeitos que eles usam, as músicas, a qualidade da imagem, tudo... tudo faz nós amarmos os filmes. É normal, calma. Não é só porque você é uma bruxa (o) que você deve achar tudo um apocalipse de macacos (de macacos porque tenho medo de macacos).
ACALME-SE!
É normal gostar de coisas mesmo que elas não sejam a verdade. É a imaginação popular. Muitas pessoas pegam o preconceito por Bruxos e Bruxas devido a isso. Então temos de saber ver os dois lados, o lado em que o bruxo deve ser educado e gentil, porém expressando sua real forma e o lado em que seu amigo,por exemplo deve te tratar.
Lembre-se de nunca se inspirar nesses filmes, porque não são reais.
Comemore o Halloween de uma forma legal! Na minha opinião podemos se fantasiar do que quiser! Mas cada vez mais, busque levar a realidade da Magia nos dias de hoje para as pessoas. ( mas eu também acho que se fantasiar do modo um pouco mais realista é a melhor forma de ir em uma festa de Halloween.)
Doces ou Travessuras?
FELIZ HALLOWEEN!

As fadas do fogo

domingo, 28 de setembro de 2014

  As fadas do fogo diferem das demais fadas por serem extrovertidas e por possuírem uma personalidade forte. Elas são ótimas amigas, mas podem se irritar facilmente. E como fadas não pedem desculpas, cabe a você tentar fazer as pazes.
   Se foi apenas um desentendimento leve, você pode apaziguar a fada com uma oferenda (um doce, uma fruta ou uma joia de contas vermelhas), mas se foi uma ofensa mais grave, você terá de engolir o seu orgulho e pedir desculpas. Mesmo que você esteja com a razão e a fada não.
   Alguns elementais são como crianças mimadas e a última palavra sempre tem de ser deles. Detestam receber ordens.
   Quando desejar que eles façam algo por você, sempre peça "por favor" e nunca esqueça de agradecer, antes mesmo de receber.
  Se quiser persuadir um elemental, você deve tocar no ponto fraco dele. Por exemplo, os Elementais Da Água são emotivos, então, você poderia usar a chantagem emocional. Os Elementais Do Ar são vaidosos e gostam quando elogiam sua beleza e inteligência. Os Elementais Do Fogo gostam que admirem sua força e seus poderes. E os da Terra gostam de se sentirem úteis. Tem um duende preguiçoso no seu sofá? Dê um trabalho a ele (consertar algo, arrumar a casa ou quem sabe cuidar da hortinha no quintal). Elementais da Terra podem ser muito chatos quando estão desocupados ou entediados. 
    As fadas do Fogo podem proteger nossas casas e em alguns casos especiais, ajudarem nos serviços domésticos. Mas ele exigem como pagamento velas (branco, vermelho ou laranja), incensos e alimentos como pastel com mel - é gostoso, acredite! Eu já provei!-, frutas (maçãs) e bebidas (cidra).
   Essas fadas gostam de lugares quentinhos e secos, como a cozinha e a lareira.
Para invocá-las, coloque uma oferenda escondidinha em um cantinho na cozinha ou na sua lareira.
  Só tome cuidado para nunca aborrecê-las, pois essas fadas podem provocar um incêndio em sua casa.

O Vampiro de Croglin Grange (UMA HISTÓRIA REAL)

segunda-feira, 22 de setembro de 2014
Em certo verão,dois irmãos e sua irmã,olhando pela janela,viram duas luzes dentro do cemitério.
Do nada,um rosto apareceu na janela,era um rosto assustador e da cor marrom.Os olhos eram flamejantes.Pareciam estar em chamas.
A irmã pedia ajuda quando deparou com as mãos cheias de ossos da criatura,empurrando a janela,querendo entrar dentro de casa.
Depois de um ano,a mesma criatura foi até a janela destes irmãos e então eles atiraram na perna dela.
Os irmãos,visitando o cemitério na manhã seguinte,viram que quase todos os caixões estavam cheios de erros,rasuras.Menos um deles.
Ao abrir este caixão que não estava cheio de erros,o monstro que eles haviam visto apareceu a eles novamente,e eles,tacaram fogo nesta criatura.
Rumores de que era um vampiro.Mas nada confirmado.Esta é uma história real,que aconteceu há muuuito tempo.
Então..tome cuidado ao ver luzes brilhantes no escuro.
"Nem toda Luz representa a felicidade.Nem toda a felicidade representa a Luz."


Oração aos Elementais

domingo, 14 de setembro de 2014
Pequeninos guardiões,
Seres de Luz Infinita.
De dia me tragam Paz,
De noite,os dons da Magia.
Invisíveis guardiões
Protejam os quatro campos da minha alma,
Os quatro cantos da minha casa,
Os quatro cantos do meu coração.